Direto do Coração

Vivendo a Vida em um Nível Totalmente Novo


 

Foi-nos dado um tremendo presente, a liberdade de escolha.E para cada escolha que fazemos podemos esperar uma conseqüência certa. Creio que há três escolhas principais que estão sempre diante de nós: a escolha de ser preguiçosa, a escolha de ser medíocre e a escolha de ser excelente.Enquanto grande parte da humanidade está presa na “mira da mediocridade”, aqueles que adotam uma caminhada de excelência encontram as recompensas reais. Eles vivem em um nível totalmente novo,experimentando a verdadeira realização e a satisfação que muitos outros perderam.A fim de cultivar o desejo de chegar até mais alto e ser o melhor que podemos ser, precisamos ter um entendimento claro das diferenças entre ser preguiçoso, ser medíocre e ser excelente. Embora não possamos nos encaixar inteiramente na categoria de preguiçosos ou medíocres, creio que temos espaço para melhorar.Sair do nível mais baixo de preguiça Das três escolhas, preguiçoso é a mais destrutiva. O livro de Provérbios tem muito a dizer sobre o homem preguiçoso. Provérbios 24:30-31 diz: Passei pelo campo do preguiçoso e junto à vinha do homem falto de entendimento; e, vendo, eis que tudo estava cheio de espinhos, e a sua superfície coberta de urtiga, e o seu muro de pedras em ruínas. Essa descrição me faz lembrar muitas casas abandonadas que já vi. As janelas eram fechadas com tábuas, a grama não estava cortada e havia lixo em todo o jardim em cada lugar havia bagunça. É uma cena lamentável de se ver, mas é um exemplo perfeito do fruto da preguiça. Um homem preguiçoso faz somente o que se sente bem em fazer, o que é geralmente nada. Ele quer que tudo seja fácil. Como resultado, ele acaba vivendo uma vida infeliz e geralmente cheia de ciúme, inveja e ressentimento. Ele é normalmente desatencioso, não planeja o futuro e falha em tomar conta das coisas. Cedo ou tarde, ele perde até o controle financeiro ao lidar com as despesas de seus filhos.

Dizem as Escrituras: ... um pouco para dormir, um pouco para tosquenejar, um pouco para encruzar os braços em repouso assim sobrevirá a tua pobreza como um ladrão, e a tua necessidade, como um homem armado. (Provérbios 24:33-34) Mesmo que a maioria de nós não se encaixe inteiramente nessa categoria, creio que há certas áreas de nossa vida nas quais podemos ter uma atitude preguiçosa somos passivos ao invés de ativos ao lidarmos com as coisas. Por um instante, podemos desejar ter um pastor com pregações poderosas, mas não estamos dispostos a fazer o esforço para orar por ele. Podemos desejar ter um governo melhor, mas não tiramos tempo para nos informarmos sobre as questões e votar. Ou podemos desejar ter vitória acima da tentação, assim como sobre a fofoca, a preocupação e o medo, mas não estamos dispostos a resistir a elas falando a palavra de Deus. Em outras palavras, reconhecemos que há um problema, mas não estamos dispostos a nos comprometermos e nos esforçarmos para solucioná-lo.