Pergunte à Joyce

Teste ou ataque?


 

Querida Joyce
Como podemos saber quando algo é um teste de Deus ou um ataque do inimigo?
Asha

Asha,
Há dois momentos em que o inimigo nos ataca – quando estamos fazendo algo errado e quando estamos fazendo algo certo. Algumas vezes abrimos portas para o inimigo quando sabemos que estamos fazendo algo que não deveríamos fazer. Outras vezes estamos progredindo na nossa caminhada com Deus, e o inimigo tenta nos parar colocando problemas em nosso caminho (ver Marcos 4:4-20).
Eu tentava descobrir de onde vinham minhas lutas. Mas aprendi a confiar em Deus independentemente dos motivos, e então percebi que era assim que realmente me sentia em paz. Sempre pergunto a Deus se há algo em minha vida que precisa ser mudado ou se, sem perceber, tenho aberto alguma porta para o inimigo. Se Ele me mostra alguma coisa, eu me arrependo e peço-Lhe que me ajude. Se Ele não me revela nada, então eu simplesmente confio nEle para me ajudar a continuar colhendo os bons frutos enquanto Ele lida com meus inimigos.
Deus é bom e o inimigo é mau. No entanto, nem todas as coisas que aparentam ser ruins são verdadeiramente ruins. Geralmente pensamos que qualquer coisa que nos causa desconforto é algo que não deveríamos ter em nossa vida, mas isso não é verdade. São as dificuldades que encontramos na vida que nos aproximam de Deus e nos fazem crescer como cristãos. Deus prometeu fazer todas as coisas para o nosso bem se O amarmos e confiarmos nEle. Sugiro que você mantenha seus olhos na promessa em vez de olhar os problemas. Deus é conosco, e, à medida que confiarmos nEle, Ele sempre nos livrará de nossos problemas na hora certa.


Querida Joyce,
Encorajei meu neto de oito anos a orar antes de participar de um rodeio. Ele orou e, no entanto, foi sua pior participação. Ele realmente acreditou que Deus iria ajudá-lo.
Como posso lhe explicar isso?
Vovó

Vovó,
Esta seria uma boa hora de ajudar seu neto a entender que mesmo que as orações dele não sejam respondidas do jeito que gostaria que fossem, Deus o ama e se preocupa com ele. Essas situações nos dão a oportunidade de reforçar a fé da criança em um Deus que é bom e nos ama, ainda que não recebamos tudo aquilo que pedimos.
Uma criança amada pelos pais sabe que, mesmo que eles não lhe dêem sempre tudo o que ela quer, eles querem o melhor para ela. Como pais, eles entendem coisas que os filhos não entendem, e nem sempre podem explicar por que dizem não. No entanto, se os filhos sabem que são amados por seus pais, eles poderão enfrentar as dificuldades sem perder a confiança ou duvidar do amor e da afeição deles.
A verdade é que nós não teremos todas as respostas até chegarmos ao céu – na terra, nós somente entenderemos “em parte” (ver 1 Coríntios 13:12). Muitas vezes Deus não fez o que eu queria e quando queria, mas eu O conheço e confio nEle o suficiente para não deixar que isso estrague nosso relacionamento. Os caminhos de Deus não são os nossos caminhos e a Sua sabedoria está muito acima da nossa (ver Isaías 55:8, 9).
Diga ao seu neto que Deus é bom, que está sempre conosco e nunca nos deixará, não importa o que acontecer (ver Hebreus 13:5). Ele quer nos ajudar em todas as situações.
Deixe Deus usá-la para reafirmar ao seu neto que ele é amado, não importa o que lhe acontecer na vida. Ainda que Deus não lhe tenha dado o que ele pediu, Ele tem sempre algo melhor para ele.